Cervejaria Anjos Boêmios


MAESTRO ROMANO NUNES CABELO
Agosto 26, 2009, 8:07 pm
Filed under: 8 MÚSICOS

Um DIAMANTE de raro brilho. Que concentra Luz Própria. Emana calor e muita emoção: com seis,doze ou dez cordas.

Tocando na Cervejaria Anjos Boêmios em uma canja maravilhosa na quinta-feira 20/agosto/09

Tocando na Cervejaria Anjos Boêmios em uma canja maravilhosa na quinta-feira 20/agosto/09

                                    Seu nome é Romano Nunes nascido em Carlópolis, cresceu por conta da música em Jacarezinho, amadureceu artisticamente em Curitiba, todas cidades do Paraná. Em Curitiba chegou com apenas sua guitarra elétrica e seus cabelos compridos, o qual herdou o apelido, Cabelo,  carinhosamente conhecido pelos amigos.

                        Exímio violonista e violeiro, instrumentos aos quais domina com maestria, e é amigo íntimo desde seus cinco anos de idade, quando já  emocionava a todos tocando “Abismo de Rosas” ( A. Jeacomino/Canhoto ). Multifacetário adapta-se facilmente ao cavaquinho, ou à guitarra.

Improviva uma única música em vários ritmos, seja Something dos Beatles em pop ou jazz, ou sai de clássicos de Villa Lobos para a Bossa Nova e da bossa  para Tangos, Boleros e Flamengos. Mas, o mais instigante são suas composições próprias, emaranhadas de suaves melodias, e ritmos regionais transformados em Erudito-New Age.

                        Seu CD teve o título de uma de suas composições, O Vôo do Beija-Flor, música a qual foi  guiada pela própria mão divina. Estava ele, após um show beneficiente em uma fazenda em Rolândia (norte do Paraná), tocando seu violão Folk de 12 cordas, quando no meio da melodia, beija-flores começaram um lindo balé. Quanto mais velocidade alcançava, mais os belos pássaros sobrevoavam por cima de sua cabeça, e voavam muito próximo de seu ouvido. Inspiradíssimo começou a imitar estes, com suas cordas: nascia o Vôo do Beija-flor.

                        As outras composições são igualmente belas, temas regionais, como ele próprio diz  “com cheiro de terra e gente comum”. Duas são temas inspirados em sua filha e neta, suaves valem por um carinho. Ritmo latino também compôe o repertório, marcando presença em India e Thomaz Alvarez. A natureza é retratada, em Horizonte e em Fronteira com belas paisagens de verde, mesclado de vermelho das terras  do seu querido Parana.

                        Em teatros fez várias estréias. Entre elas shows no Teatro Paiol, com José Oliva e Zé Leite, no espetáculo “Parceria” , e com Tatara – “Jogo de Espelhos”.  No Teatro Guairão, “Homenagem à Lápis”,  falecido compositor paranaence, e participando de projetos do Governo, como “O Brasil de Todos os Povos” e “Projeto Dez e Meia” solando. Suas últimas aparições foram em projetos do Sesc,  em participações especiais com as gêmeas Célia e Celma, no Sesc Pinheiros – “Projeto Ari Barroso”, e Sesc Ipiranga  “Tocando Chamamê”, junto ao Violeiro Fernando Deghi e Maestro Marinho, em São Paulo, e no projeto Agência Aids  “Novos Talentos da MPB” no Sesc Ipiranga com apresentação solo “O Vôo do Beija-Flor”.

                        Para Tv, em Curitiba participou de programas de entrevista como “Mulher’, de Laís Mann – Rede Bandeirantes, “Tons do Brasil”, de Plínio de Oliveira,   e outros como Augusto Canário, Baruk, estes na CNT. Na  TV Educativa, “Especial da Reinauguração do Teatro São João na Cidade da Lapa”, sobre direção de Luis Tovar,  e Rede Vida, Progama “Ponto de Encontro Cultural” entre outros. Já em São Paulo, na Tv Cultura o programa da apresentadora Soninha, “Célia e Celma” Canal Rural, “Comando da Magrugada” na Rede Bandeirantes.

                        Nós últimos anos vem fazendo direção musical, artística  e trabalhando como arranjador em vários Cds: participou em “Desarmamento Infantil” de Eron Viana – “Olhos de Luz” de Hilton Barcelos –  “Mundo Criança” de Plínio de Oliveira” – “Lamento da Asa Branca” de José Alexandre Saraiva (Saraiva e Ivan Graciano) ,que angariou prêmio na França de música instrumental – “Luz e Cais” de Gil Gabriel – “A Caminho do Céu” de Adriano Sátiro – “O menino Maluquinho” de Rosi Greca, interpretado por Tetê Espíndola, e muitos outros.

                        O atual projeto é uma turnê, entitulada “Minhas Influências”, onde recordará nomes como Baden Powell, Paulinho Nogueira, Waldir Azevedo, Dilermando Reis entre outros. Este projeto ainda está em fase de construção, dependendo unicamente de divulgá-lo a empresários e empresas interessadas em patrocinar os eventos.        

                        Intrumentista que esnoba como poucos, se a isto se pode dar o nome de esnobar, o talento, a competência e a garra traduzidas simplesmente em música de rara qualidade. Tudo isto sem nem por um momento deixar de lado sua origem de gente humilde, humana e  sua natureza tímida.  Mas quando sobe ao palco transforma-se  em um instrumentista fascinante, de grande estética musical.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: